8 coisas que irritam o seu professor | Aprenda Jiu-Jitsu

8 coisas que irritam o seu professor profundamente

Vou listar abaixo 8 coisas muito importantes que você precisa ter consciência no jiu-jitsu, pois nem tudo são técnicas e as vezes algumas atitudes suas podem irritar o seu professor ou companheiro de treino.

Foto: Treino de Jiu-Jitsu

1. Estamos aprendendo também

Embora saibamos muitas coisas, afinal estamos a muito tempo na estrada, não quer dizer que sabemos tudo.

O Jiu-Jitsu é um esporte muito dinâmico e evolui a cada dia, precisamos nos atualizar constantemente, mas hoje com os vídeos e com o acesso farto a informação é normal não temos a consciência de todos os movimentos que fazemos para executar determinado golpe, por isso, saiba que também aprendemos enquanto ensinamos.

2. Jamais complemente uma explicação

Tirar dúvidas, perguntar é algo normal. Faça isso no momento oportuno, jamais interrompa uma explicação para complementar algo ou dizer que faz diferente. Mostre sua maneira quando estiver executando as repetições, sem a necessidade de interromper o aprendizado dos demais membros do time. Se a sua forma de fazer for realmente melhor seu professor irá mostrar para o demais da equipe e com certeza apontará você como o descobridor de um novo jeito de fazer.

3. Confie na técnica que está treinando

Sabemos que se sente estranho principalmente quando é a primeira vez que está treinando uma técnica. Entendemos que você pensa que ela não irá funcionar no seu jogo, mas quando dizemos para que confie na técnica, acredite. Com o tempo você irá aprender a fazer melhor e melhor e se de fato a posição não encaixar no seu jogo como uma das suas preferidas, você terá adquirido um novo movimento que fará parte do seu arsenal, é através deste grupo de técnicas que você no futuro será capaz de criar suas próprias variações, ou até mesmo não ser surpreendido por ela.

4. A técnica é repetida? Treine mesmo assim.

sobre-treinoNós não gostamos de ensinar chave de braço a todo momento e especialmente não gosta de ensinar posições do controle lateral milhares de vezes, porém, para ficar bom em algo é necessário treinar e não adianta aprender diversas técnicas e não fazer bem nenhuma delas. Sabemos que a repetição muita das vezes é chata, mas também sabemos que ela precisa ser feita, para que o movimento se torne perfeito.

Não reclame das repetições e muito menos de técnicas repetidas, seu professor está apenas consolidando melhor o seu jogo.

5. Não seja grosso ou estabanado

BJJ é sinônimo de arte suave e a arte suave quer dizer combinação de técnica e fluidez de movimentos. Não sou hipócrita de dizer que não há força aplicada aos movimentos, sobretudo se você tem força, mas cuidado para não machucar seu companheiro de treino fazendo foça desnecessária ou grosserias. Estrangulamento no queixo? Gravata de porteiro? Cotoveladas, cabeçadas, joelhadas… Wow… isso não é Jiu-Jitsu.

Se o seu objetivo é fazer força, inscreva-se em uma academia de musculação. Já que optou pelo jiu-jitsu, busque aprender as técnicas que tornaram o BJJ a arte marcial mais temida do mundo. Se você é forte, ótimo, aprenda a técnica e será imbatível!

6. Não guarde dúvidas, nós amamos perguntas

Não estou me contradizendo, nós detestamos interrupções, mas amamos perguntas. Se você prestou atenção na explicação e mesmo assim ainda ficou com dúvidas não tenha vergonha de perguntar, é normal ter dúvidas em coisas novas.

Outro ponto, é que você mostra que está prestando atenção e também que quer aprender e entender cada detalhe que faz a técnica funcionar.

Agora, se você tem dúvidas por que estava conversando ou distraído. Você merece um nescau!

7. Silêncio e atenção

Se tem algo que irrita, é gente conversando no momento em que a técnica está sendo passada, ou quando deveriam estar praticando o que foi passado. Pior ainda é quando estão treinando um movimento completamente diferente do que foi passado. Além de ser uma falta de respeito com o professor é uma falta de respeito com o companheiro de treino, isso dispersa a atenção e atrapalha a aula.

8. Faça somente o que está sendo ensinado

Na minha aula é tolerância zero para quem está fazendo um movimento diferente do que foi ensinado, existe um momento para cada coisa e mesmo que a técnica seja repetida (conforme já expliquei acima), ela deve ser realizada a exaustão, até que se torne um especialista nela.

Fazer outro movimento, que não tenha relação com a aula atrapalhar o companheiro de treino, e em alguns casos, toda a turma.

8 coisas que irritam o seu professor | Aprenda Jiu-Jitsu.

 

 

Anúncios

Sobre Dionizio Neto

Professor de Jiu-jitsu e treinamento físico para luta!
Esse post foi publicado em Brazilian Jiu-jitsu e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s